domingo, 29 de novembro de 2015

Jessica Jones!


Depois de um longo e tenebroso inverno, estou de volta senhoras e senhores e pra falar de coisa boa então segurem-se ai que  vamos falar de Jessica Jones a nova série do Netflix.

Mais uma vez a Netflix faz uma série com muito esmero e competência, o clima noir chama a atenção mesmo pra quem não conhece a heroína (como esse que voz fala). O interessante é que o os poderes dela demoram um pouco pra aparecer e isso faz com que a série foque em outras questões como os dramas do passado da personagem.

A série se passa em Hell's kitchen onde Jessica Jones tem um escritório de investigação particular, fazendo pequenos trabalhos sobre pessoas infiéis ela segue sua vida regada a muita bebida (muita bebida mesmo!) tentando passar despercebida por uma Nova York que ainda sofre pelos acontecimento da luta dos Vingadores contra os Chitauri, e vemos que a opinião pública sobre os heróis é bem dividida, beirando a rejeição.
A série, assim como Demolidor, tem dois arcos, que se intensifica do meio para o final da série com sua conclusão, mas o Netflix tem uma forma muito particular de nos fazer assistir séries sem nem nos darmos conta, assistimos como se fosse um filme de treze horas. No geral a trama é boa, a protagonista tem motivação, conflitos e cresce de maneira positiva no final da série, mas a série deixa a desejar em momentos de luta, eu entendo que ela não é uma artista marcial como Matt Murdoc, mas muitas vezes parece que estamos vendo uma episódio de batman feira da fruta, não me entendam mal não é tão tosco assim, mas na maioria das vezes que ela tem que entrar em combate as cenas são muito cortadas e parecem não fazer muito sentido, só para o final da série ela tem lutas mais convincentes. 


Tirando essa pequena falha a série tem elementos muito bons, como por exemplo a volta de Rosário Dawson, sim a enfermeira noturna de Demolidor está de volta, assim como Luke Cage que faz "par romântico" com Jessica Jones, outra coisa muito legal é o fato de que em toda a série a cor púrpura está presente onde Jessica está, isso é uma referencia do quadrinho  já que o vilão na série não se chama Purple Man e sin Killgrave.


Com tudo isso que foi dito aqui, os prós e os contras, a série tem saldo positivo, e a forma que estão amarrando as séries para que possamos ver os defensores reunidos está funcionando perfeitamente agora resta esperar para as próximas temporadas e ver tudo que Netflix e Marvel tem para nos oferecer desses heróis.

Deixe sua opinião aqui nos cometários, vamos trocar ideia! 

Ps: Caso vocês tenham alguma curiosidade aqui tem alguns links para vocês verem mais abordagem sobre a série:

http://bitchpopblog.com/2015/11/23/jessica-jones-esqueca-os-super-herois-a-marvel-fez-uma-serie-sobre-abuso/

http://www.quadrinhosnasarjeta.com/2015/11/afetos-de-jessica-jones-quando-heroina.html

http://hqcomicsonline.com.br/perfil/alias