quinta-feira, 25 de setembro de 2014

GOTHAM SURPREENDE NO PRIMEIRO EPISÓDIO!!!!!

Quando foi dito que fariam uma série que se passaria em Gotham eu fiquei pensando..........”Vai dar merda!” por quê mesmo com os produtores dizendo que o foco não seria a origem do Batman uma hora esses putos se perderiam e voltaria o foco pro morcegão, mas este episódio piloto foi animador. A cidade de Gotham pode sim ser explorada a fundo e mostrar que é mais do que a cidade do vigilante mais famoso dos quadrinhos. Até por quê o grande sucesso do Batman na minha opinião vem de seus inimigos variados, e isso é um prato cheio para ser explorado em vários tipos de mídia, como num série de TV por exemplo.
 
Num primeiro momento o mote principal vai ser sobre o Detetive James Gordon (é estranho ver o Gordon sem bigode...quem lia ou lê quadrinho vai entender!)  investigando a morte dos pais de Bruce Wayne que foram mortos a sangue frio na frente do próprio Bruce quando voltavam para casa, e ai pode estar um trunfo da série, por quê em Gotham não tem só vilão maluco, que acompanha os quadrinho sabe que a máfia manda em boa parte da cidade, Nas HQ’s temos as famílias Marone e Falcone que são apresentadas na série e aqui pode ser o lugar de se aprofundar em todo esse lado não tão usado nos quadrinhos, mas que cabe e que é mais crível no plote dessa história em que o protagonista é o James Gordon. A única hora que eu dei uma torcida de nariz é quando entra numa trama que envolve o Gordon e a esposa dele, tipo um segredo do passado dela ou algo assim, não fica claro, ai fica com uma cara de novela das 8 que PQP!!! mas tirando esse momento Maria do bairro a trama segue bem feita e interessante.
 
Já nesse episódio somos inundados de referências, Ivy, Mulher Gato, Charada, Pinguim, só pra citar uns mais conhecidos, eles são mostrados meio que rapidinho (menos o pinguim, esse tem até um certo destaque), mas é apenas o primeiro episódio então só nos resta esperar como vai se desenrolar essa parte de origem de personagens que são mais pro lado caricato.
 
No que diz a atuação, todos entregam um bom trabalho, destaque pra personagem criada exclusivamente pra série, Fish Mooney que é interpretada pela Jada Pinkett Smith, o que mostra que os caras não vivem só de referência das HQ’s, eu até diria que foi a melhor atuação desse episódio. Quanto a figura paterna de Bruce Wayne o Mordomo Alfred Pennyworth está em boas mãos interpretado pelo ator Sean Pertwee, muito bom ver a interação do Alfred com um jovem Bruce Wayne que acabou de ficar orfão, isso traz uma carga emocional boa pra série. E falando no jovem Bruce Wayne (David Mazouz) o muleki tá bem pra kralho, tanto que os caras até deram mais espaço pra ele na série e tudo mais. James Gordon (Ben MacKenzie) muitas pessoas devem conhecer o cara da série The OC. Ele faz um bom trampo, ele entrega aquilo que a gente espera do Gordon, um cara acima de tudo incorruptível e que está do lado da justiça, bom moço e tals, e isso o cara faz com competência. Outro destaque é a dualidade do parceiro de Gordon Harvey Bullock (Donal Logue) que faz aquele policial que não só não acredita no sistema como quer fazer com que outros também deixem de acreditar, mas não quer dizer que ele seja uma má pessoa, esse contraste dele com Gordon é mais um ponto positivo. E por último o Pinguim (Robin Lord Taylor) que tá bem freak, me lembrou até um pouco o pinguim do Tim Burton, cruel mas ao mesmo tempo covarde.
 
Como disse no começo da resenha não tinha muitas expectativas sobre essa série devo confessar, mas com esse episodio piloto ficou claro que Gotham é uma bela surpresa, essa parada de misturar elementos críveis envolvendo policiais, máfia, a investigação da morte dos Wayne e o Gordon com a pitada de criminosos mais caricatos pode dar certo, é só deixar a parte do Batman apenas como um pano de fundo e a Warner pode estar acertando mais uma no que se diz respeito a séries de heróis na TV.
 
Data de estreia: 29 de setembro as 22:30 pelo canal pago Warner
 
Confira o trailer abaixo.