domingo, 14 de dezembro de 2014

E lá se foi a Comic Con Expirience

Fala ai pessoal, antes de vocês perguntarem o porque da demora nas publicações sobre a comic con, é porque tem muita coisa pra ler e muita coisa pra editar mas vamos lá, antes tarde do que nunca. 
A comic con passou por São Paulo como um furacão nerd, ela foi tudo que esperávamos ver com alguns tropeços no percurso, por se tratar do primeiro evento dessas proporções aqui no pais, mas no geral foi muito proveitoso.Ter contato com os artistas que só vemos pelas telas de nossas televisões ou computadores, ou mesmo nomes que só vemos escritos em nossos quadrinhos prediletos, essa experiência valeu a pena. Os painéis (que conseguimos ver) foram ótimos, mas vamos por partes. Chegar no Centro de exposições Imigrantes foi uma aventura, sem van para nos levar, porque estava muito cedo ainda, fui andando até a fila junto com uma legião nerd, todos devidamente caracterizados com seus sabres de luz e orelhas de elfo.Tudo isso foi só o começo da experiência dessa primeira comic con que vai ficar para a história. A fila era inevitável, a multidão de pessoas que invadiram a Imigrantes foi a prova de que estávamos precisando desse evento. Dentro do local montes de pessoas se aglomeravam no chão da fila, ninguém queria perder nada, nenhum lance, e foi quando as portas se abriram que tive certeza que estava em um evento gigantesco, os estandes, as bancadas com os quadrinistas, as lojas de action figures(ou bonequinhos), tudo foi grandioso. 
Mas nem tudo são flores, mesmo com tudo de bom que aconteceu, algumas coisas deixaram a desejar, pra mim que fui somente no domingo (triste mas é verdade), eu esperava um pouco mais dos painéis, faltaram mais novidades, no painel da Warner foram mostrados muitos trailers, com exceção do trailer estendido de Mad Max, todos eles poderiam ter sido vistos no youtube mais próximo, mas tirando isso o painel foi ótimo e a melhor parte foi a entrada de Jason Momoa, aparentemente pensei que ele ia ser um desses artistas que entram, respondem algumas perguntas bobas e depois dão um adeus de miss e vão embora. Mas o cara surpreendeu, com uma simpatia fora do comum ele falou, o que podia, sobre Aquaman, Batman vs Superman, e suas aventuras sexuais como Khal Drogo, disso tudo quem deixou mesmo a desejar foi o entrevistador Marcelo Hessel, não sei se era o tamanho do Momoa, ou se ele estava cansado por ser o último dia, mas alguma coisa estava deixando ele meio travado. E então entra em cena Jason Momoa, simplesmente levanta da cadeira e sai pelo salão coletando as perguntas das pessoas, ele definitivamente colocou fogo no lugar, recebeu o carinho dos fãs, abraçou e foi abraçado. 
Enfim, a minha primeira comic con foi assim, sai com um pequeno buraco na carteira pela quantidade de quadrinhos que fui obrigado a comprar, conheci artistas independentes, conversei com pessoas que assim como eu estavam curtindo o maior evento do ano para a cultura pop do Brasil. 
Ano que vem nós prometemos passar informações em tempo real, fotos e até mesmo vídeos, esse ano foi novidade pra todos nós aqui do blog, mas valeu a pena cada segundo, cada pequeno passo nas várias filas que pegamos, no tempo que foi gasto para esperar uma cadeira nos painéis. Depois de tudo só tenho uma coisa a dizer:
QUE VENHA A COMIC CON 2015!