quarta-feira, 18 de março de 2015

Ori and The Blind Forest

Essa nova geração de consoles tem decepcionado um pouco com tentativas de revolucionar que muitas vezes não dão certo, são jogabilidades que não encaixam, gráficos que não condizem com os trailers e uma série de coisas que você pode conferir no texto aqui do blog que fala sobre a enganação da nova geração.
( http://balaitherunner.blogspot.com/2015/03/nova-geracao-da-enganacao.html)

Mas em meio a tantos jogos que tentam nos empurrar garganta abaixo, existe um lampejo de esperança, um jogo que enche nossos olhos e nos mostra que ainda há esperança, que é possível produzir jogos de qualidade de forma simples. Eu lhes apresento Ori and The Blind Forest, com uma jogabilidade simples e história emocionante esse jogo desenvolvido pela Moon Studios e disponível para PC, Xbox 360 e Xbox one, vem nos mostrar que para fazer um jogo de qualidade não são necessários grandes holofotes, o que o gamer realmente precisa é se importar com os personagens e com a história que está sendo contada ali.
Os aspectos gráficos do jogo são lindos, em um clima de floresta, muito parecido com Child Of Ligth, você emerge em um mundo cheio de cor e movimento que muito me lembrou as minhas tardes jogando Donkey Kong.
 A história gira em torno de Ori, um ser que faz parte de uma entidade elemental da floresta


  que depois de uma tempestade se separa dela e fica perdido durante até que encontra Noru, uma habitante da floresta que adota Ori e o cria como se fosse seu próprio filho.
Porem algo terrível acontece e tira a vida da floresta onde eles vivem separando Ori de Noru, e ai que a saga de nosso pequeno, porém astuto, herói se inicia, tentando reacender a luz da flores e devolver a vida onde agora só há escuridão.
Ori and The Blind Forest é um jogo para aqueles que adoram um desafio 
e para aqueles que querem se lembrar da simplicidade e da beleza de se jogar vídeo game.